PALMELA | 10 LOCAIS A VISITAR

Atualizado: 29 de Mar de 2020

Localizada na península de Setúbal, Palmela deslumbra, logo desde o início, graças ao seu imponente castelo no alto de uma montanha. Mas Palmela tem muitos mais pontos de interesse além do seu castelo. São vários os museus, centros culturais e património arquitectónico dignos da sua visita. Palmela é também famosa pelos seus vinhos. Esta é, aliás, uma das regiões vinícolas mais famosas de Portugal e produz uma grande variedade de vinhos e licores de excelente qualidade. Perto de Palmela tem ainda a oportunidade de descobrir algumas das mais belas áreas naturais de Portugal, como o Parque Natural da Serra da Arrábida ou a Reserva Natural do Estuário do Sado. As praias também estão muito perto e são de óptima qualidade, com destaque para as praias da Arrábida, as praias de Tróia ou as praias da Comporta. Estes são os melhores locais para visitar em Palmela e arredores.


01) Castelo de Palmela

Com ocupação islâmica entre os séculos VIII-XII, o Castelo de Palmela foi conquistado por D. Afonso Henriques, em 1147 e definitivamente recuperado por D. Sancho I. Sede definitiva da Ordem de Santiago, de 1443 até à sua extinção, em 1834, a fortificação é Monumento Nacional desde 1910. A posição geográfica do castelo permite um domínio estratégico de parte do estuário sadino, de uma vertente da cordilheira da Arrábida e das planícies envolventes que a separam do Tejo. Esta situação, noutros tempos, revestia-se da maior importância pelas ligações e possibilidades de comunicação que se estabeleciam com os castelos circundantes das linhas do Tejo e do Sado.

Castelo de Palmela
Castelo de Palmela

Dentro das muralhas do Castelo encontram-se: a Pousada Histórica de Palmela, situada no antigo convento da Ordem de Santiago; a Igreja de Santiago; as ruínas da Igreja de Sta. Maria, em cuja sacristia está instalado o Gabinete de Estudos sobre a Ordem de Santiago; o Posto de Turismo; lojas de artesanato e produtos regionais e, um Café-Espanada. O Museu Municipal apresenta diversos espaços visitáveis no Castelo: o Espaço Arqueológico, o Espaço de Transmissões Militares e a Reserva Visitável de escultura de São Tiago (esta com visita sujeita a marcação prévia).


02) Azulejos de Palmela

O concelho de Palmela possui um importante património azulejar, que se distribui por igrejas, fachadas de habitações particulares e edifícios públicos. Aqui, podemos encontrar exemplares de azulejos hispano-mouriscos, revestimentos de tapete do século XVII, azulejos historiados do século XVIII, azulejos de fachada das habitações burguesas de início do século XX, e intervenções da época contemporânea.

Azulejos de Palmela

Dos exemplares do século XVI, apenas restam alguns elementos de azulejos hispano-mouriscos (de aresta), resultado das intervenções arqueológicas realizadas no Castelo de Palmela. O século XVII está bem representado com azulejos onde predomina o gosto pelo amarelo, azul e branco. Podemos ver exemplares desta época na Igreja de Santa Maria do Castelo, na Capela de S. João Baptista e na Igreja da Misericórdia (na vila de Palmela), bem como na Capela de S. Gonçalo, em Cabanas.


03) Casa Mãe da Rota dos Vinhos de Palmela

A Casa Mãe da Rota de Vinhos, localizada no coração da vila de Palmela é uma antiga adega que surpreende o visitante pela beleza interior do edifício. Actualmente reconvertida em ponto de informação enoturística, a Casa Mãe da Rota de Vinhos assume-se como central de reservas para visitas guiadas nas adegas e a outros locais como os centros de artesanato, queijarias, património edificado ou actividades como observação de golfinhos ou passeios de barco pelo Sado.

Casa Mãe da Rota de Vinhos

A Casa Mãe da Rota de Vinhos funciona também como loja dos vinhos certificados com Indicação Geográfica Península de Setúbal e Denominação de Origem Palmela e Setúbal. Para além de praticar preços de adega, é possível adquirir e degustar o melhor desta região vinícola! Os frutados vinhos brancos, os jovens rosés, os encorpados tintos castelão e os afamados Moscatéis de Setúbal, passando pelos espumantes, aguardentes ou licorosos.

A Casa Mãe da Rota de Vinhos tem também para oferecer uma diversidade de produtos regionais de qualidade, como uma variedade de pastéis e bolos deliciosos, compotas e geleias de frutas, manteiga de ovelha e queijo de Azeitão de Denominação de Origem Protegida, mel e chás biológicos. Conheça os menus de degustação e delicie-se com o melhor desta região no nosso espaço exterior, a esplanada wine lounge, que proporciona um agradável local de lazer com vista para o Parque Natural da Arrábida.


04) Igreja de São Pedro

Templo maneirista, de interior totalmente revestido a azulejo barroco, edificado durante o reinado de D. João V, onde se conta a vida apostólica de São Pedro. Conserva um importante património escultórico e pictural, como o conjunto de telas setecentistas das capelas laterais e capela-mor.